quinta-feira, 3 de abril de 2008

A música das estrelas

No início...

O universo era o berço do homem
sem limites, sem sombras, sem escuridão
as estrelas sopravam a música do mundo
os astros guiavam a imensidão...

Eram todos filhos do tempo
sentindo a mesma canção....
a melodia virou esquecimento
e o céu ,espelho da solidão...

os seres e coisas foram embora
voltando a cada nova estação
porém já não é mais a aurora
nascida da mesma composição...

já não se ouve como antes
os ritmos provindos da elevação
ouvidos e almas não mais escutam
os cantos antes sagrados apenas ao coração...

by Laís Scodeler

2 comentários:

marcelocmjf disse...

Excelente poema Laís!!! Toda a pureza nietzscheana (e não estou falando de arianismo...) como o selo de qualidade poética Scodeler.

Anônimo disse...

Lalá ploca cada vez mais parnasiana
~O.
kleber