terça-feira, 29 de julho de 2008

Somente duas letras. E um significado extremamente amplo. O que seria a fé? O que a move? Quais são seus limites?
Essas perguntas vieram à minha cabeça depois de uma viagem que realizei a Aparecida - SP no último final de semana. Aos que não sabem, Aparecida é o maior centro de peregrinação católica da América Latina. Lá se localiza a imagem encontrada em 1717 por três pescadores nas águas do rio Paraíba do Sul e que gerou o culto a Nossa Senhora Aparecida. Para se ter uma idéia da grandiosidade do local, segue uma descrição retirada da wikipédia: A Basílica Nacional de Aparecida tem capacidade de abrigar 75 mil pessoas e possui a forma de uma Cruz Grega (de braços iguais) com naves que possuem uma altura de 40 metros. A cúpula mede 70 metros de altura e tem 78 metros de diâmetro, sendo que sua torre mede 100 metros de altura. Possui área construída total de 23 mil metros quadrados (sendo cobertos 18 mil) e tem capacidade para 45.000 fiéis dentro da basílica e quatro mil ônibus e seis mil carros nos 272 mil metros quadrados de estacionamento. Para a sua construção foram gastos 25 milhões de tijolos e 40.000 m³ de concreto. Entre isso tudo, dois locais se destacam na Basílica: a imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida e a Sala das Promessas. Seguem fotos dos dois locais:

Imagem encontrada em 1717 nas margens do rio Paraíba do Sul.
Vista da Sala das Promessas. Repare no teto coberto por fotos de fiéis.Vista de uma parte do teto da mesma sala, decorada somente com fotos 3x4.
Objetos de cera oferecidos pelos fiéis.Mais objetos de cera e fitas.

Realmente você se sente impressionado ao adentrar à Sala das Promessas. No momento que entra, acha que a fé do ser humano não tem limites. Então, sai tentando imaginar que graça será que todas aquelas pessoas ali alcançaram. É impossível. São muitas histórias. Muitos objetos de anônimos e muitos de famosos, como Ronaldinho, Zico, Renato Aragão, Ayrton Senna, Chitãozinho e tantos outros.
Nisso, vemos somente a fé católica. E tantas outras pessoas crentes em tantas outras religiões também têm seus templos, sua devoção e sua fé. E agora, voltamos às perguntas iniciais: o que seria a fé? O que a move? Quais são seus limites?
A fé é tudo aquilo em que você acredita sem precisar de provas, sem precisar ser palpável. O que a move é o inexplicável, o desejo de ter algo em que confiar em meio a tantas agruras e problemas da vida e as suas limitações, bem, essas não existem. Afinal, sempre fraquejaremos e sempre acreditaremos que teremos soluções vindas de um inexplicável, de uma força maior ou, com a força de quatro simples letras: Deus.

PS: Não será tolerado qualquer comentário com teor de intolerância religiosa.

2 comentários:

Tatá M. disse...

Texto perfeito, muito bem escrito mesmo. Realmente, a fé humana não tem limites.
Nem sei bem o que comentar :x hsaioshaish'

Lucas Abdo disse...

eita!!
bom a fe e realmente muito importante!!
a fe move montanhas!! ( oh grande frase q eu disse agora, um frase inedita :000000000)suahsuahsuhsuhsa
+ e verdade
tendo fe a gente busca o q queremos
o q axamos melhor para nos
e isso e o q importa

estive pensando em alguns exemplos de fe:
fe na dercy morta( e mentira q ela morreu)
fe no baixo preço da passagem em jf
fe na existencia de politicos honestos(por isso votem no chicao pra vereador)
fe no ipatinga na 1 divisao em 2009
fe no tupi campeao mineiro em 2009
fe no fluminense campeao da libertadores
fe no vasco campeao e com uma defesa solida
fe na torcina do flamengo e intelikituais e alfabetizados
fe na seleçao brasileira sem estrelas

bom e um monte + de outras FEs nossas
um fraterno abraço